Páginas

terça-feira, 1 de março de 2011

Porque castrar gatos machos?

   Um problema marcante dos proprietários de gatos machos é a demarcação com urina que eles fazem pela casa. A urina do gato em especial, tem um odor amoniacal muito forte e desagradável ao olfato humano. Este odor e conseqüência da produção hormonal dos machos importante para a demarcação de território.

Os gatos são animais territorialistas, portanto estão sempre explorando novos espacos e se deparando com outros machos na mesma busca. Esses encontros quase sempre resultam em serias brigas. Além disso, enquanto o gato esta explorando novos ares ele esta sujeito aos riscos da vida urbana como atropelamentos, cães, pessoas... tudo devido instinto felino de liberdade.
Vale a pena lembrar que brigas entre gatos pode disseminar entre eles seríssimas doenças virais que ainda não tem tratamento, portanto o melhor ‘e evitar o contato do seu gato com gatinhos de rua. 
Tudo bem! a castração não vai mudar totalmente o comportamento do seu gato mas vai deix’a-lo mais tranqüilo, pelo menos ele não vai brigar por territórios e nem ficar urinando pela casa!
A fonte de produção dos hormônios sexuais masculinos nos machos são os testículos, em número de dois que estão protegidos dentro da bolsa escrotal. Quando falamos em castração nos referimos na remoção dos testículos do gato macho com o intuito de retirar a fonte de produção dos hormônios sexuais, líquidos seminais e espermatozóides. A intenção da castração dos gatos e retirar a produção hormonal e conseqüentemente abolir o comportamento resultante deste estimulo e não o controle populacional, por isso que a vasectomia não ‘e indicada porque não retira a fonte hormonal.
Os gatos engordam depois de castrados? Na maioria das vezes sim, mas os proprietários podem evitar que aconteça.
O que acontece é que o metabolismo do animal sofre algumas alterações uma vez que são retiradas as fontes de hormônios sexuais, portanto devemos adequar a vida do animal a esse novo metabolismo. A principal forma é controlando a alimentação e oferecendo rações de acordo com o estilo de vida do animal. Hoje contamos no mercado com rações voltadas especificamente para gatos castrados que vivem dentro/ fora de casa; machos/fêmeas; jovens/adultos ou idosos, o proprietário é quem deve ter disciplina na hora de alimentar o animal e lembre-se: gato gordinho pode ate ser bonitinho mas não ‘e saudável!
A cirurgia de castração de um gato macho e relativamente simples, o pos cirúrgico ‘e rápido e não necessita de grandes cuidados. E pra finalizar, pesquisas indicam que gatos não castrados que vivem em cidades e tem acesso a rua vivem em media 3 a 5 anos e a maior causa de óbito destes animais são atropelamentos seguidos por envenenamentos, coisas que podem ser evitadas se o gatinho ficasse mais em casa! Pense nisso!

Por Dra Vanessa Zimbres   
CRMV/SP 19.672
Medica Veterinária com Especialização em Medicina Felina